30 de jul de 2008

A busca pelo rebuscado

Como seria algo perfeito?
Isento de falhas e fraquezas?
Mais intenso que todas as belezas?
Como seria algo sem defeito?

Sempre buscam a perfeição
Julgando-a sinônimo de bem-estar
Desejando o ciclo de algo intensificar
Com fases constantes sem interrupção

Mas não percebem que a imperfeição
É fruto de uma perfeição inibida
Que dá sabor às nossas vidas

Pois se algo fosse perfeito
Ele ainda um defeito teria
A sua desconfortável monotonia

5 Comentários:

Isabela 30 de julho de 2008 15:15  

CAARAAAAAAAAMBA! PARABÉNS pela mente, alma e palavras (Y) :D

'- Μαиdуָ 30 de julho de 2008 20:22  

AAAAAAAAAH *-------------------*'
Ta progredindo Betinho, nesse não teve violência \õ/
E estamos combinados em relação a aquele outro assunto, você está monopolizado, que fique bem claro (:
Beeijo, e não esqueça da minha pantufa do bob esponja *-*'

:*

Fernando ;) 31 de julho de 2008 17:20  

Parabens Belo, nosso mais novo colaborador ;), vamos fazer sucesso ainda!

Fernando ;) 31 de julho de 2008 18:56  

Beto***
BETOO
B-E-T-O

apelido de alBERTO
auhsuashuahas

Agradecimentos

Kátia Flávia, pela ajuda e suporte na troca de layout.

Fernando e Ricardo por tem tempo e criatividade para postar/criar aqui.

E a todos os leitores (in)ativos do blog. E todos que ajudaram / ajuda/ajudará na divulgação. Em especial ao Victor pelo esforço e apoio.(acho que ele quer algo em troca)!

Arquivos

Direitos Autorais

Creative Commons License

Blog Dois poetas na Escola by Dois Poetas na escola is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.Qualquer reprodução, total ou parcial deverá seguir as leis aqui impostas.

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape MyFreeCopyright.com Registered & Protected

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP